Quinta-feira, 28 de Maio de 2009

PORTO ANTICO

Hoje, no Porto Antico , que distância

me separa de ti, aqui tão perto,

aqui onde me escondo descoberto

como se fosse o mesmo da infância.

 

aqui onde me abrigo num concerto

que a vida nos reserva no seu caos

vejo barcos entrar que não são naus

mas gigantes do mar , ou do deserto.

 

a cidade murmura em circunferência

metade terra outra metade mar,

passeio num dos cais minha insolência

 

entre partir para nada ou o ficar,

entre a nudez da minha transparência

que já nada mais tem para me enganar.

 

publicado por Peter às 22:27

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 24 de Maio de 2009

EXTINÇÃO

 

Os anos passam a imagem fica
impressionada,único momento
da porta que ao abrir identifica
o relicário do velho convento.

nada se fixou , o tempo foi
continuando breve, acontecer
afastou-se de vez e nada doi
arquivado, que não seja esquecer.

o teu chapeu dizia-se chapeau
e em Montrouge estavamos no verão
era tudo diferente do que sou

restos com outros restos, expansão
dum mar extinto que se evaporou
e não deixou herança nem perdão.

publicado por Peter às 20:00

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

FIRENZE

 

Na cidade das flores , ressuscitar,

não é milagre , apenas poesia ,

o Arno corre, lento, leva ao mar

quem pela Ponte Vechia se anuncia.

 

nas flores da cidade , o renascer,

vive na criação , tudo se cria

nos arcos ou nos corpos de mulher

até na Piazza della Signoria.

 

da bailarina turca , despedida

a dançar-nos o ventre entre as arcadas

entre o sorriso, o tule e o despida

 

na graça do seu corpo soletradas

em movimentos lentos que tem vida

feita de tantas coisas e de nadas.

 

publicado por Peter às 23:56

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 17 de Maio de 2009

ESPECTRO

Passeio-me pelo cais, escuro, vazio

na noite suas sombras, silhuetas,

furtivas e velozes, casario

a leva-las ao longe incompletas.

 

alguma luz perdura nos carris,

pelo comboio que vem, ainda demora,

sento-me em bancos nus, pelos perfis

da luminosidade algures que lembra a aurora.

 

talha-se  pelo silêncio que se escuta

o ar que corre , perfume inebriante

duma ideia que vem absoluta

 

para desaparecer no mesmo instante

e o trem que se aproxima é a cicuta

de insegura viagem , inconstante.

 

publicado por Peter às 21:25

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

ÉVORA

Sonhava-te nos dias que não vinhas
em substância, porém eras, portanto
d’outro tempo lembrado e já não tinhas
senão espaços esmagados pelo pranto.
 
sonhava-te nas noites pelo fio
da minha mente até alucinada
por onde passeava no vazio,
de auroras boreais na madrugada.
 
sonhava-te no sonho que demente
duplicava a letra doentia
sonhava-te talvez algo diferente
 
que não pode existir nem existia
senão como produto duma mente
humana, apaixonada, em anarquia.
 
publicado por Peter às 21:00

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 9 de Maio de 2009

PARADOXO

 

Parti hoje para ontem , sexta-feira
e vou chegar a algures no meu passado
no fim desta viagem, a primeira

vou-me encontrar comigo , em qualquer lado
diferente na idade e na maneira
em conversa de tempo programado.

vou ao então , ao espaço de algibeira
vazia de riqueza que era ausente,
tinha de bom somente vida inteira
que o self garantia á minha frente.

vou pela saudade e uso o meio veloz
que  transporta em quakers de corrente
por via tele , corpo mente e voz
para me encontrar ontem, no presente.

publicado por Peter às 23:03

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

AH!


Ah, como mudaste as mãos pequenas
e o olhar que me era  encantador
ou o cetim de face que hoje apenas
mostra o que o tempo foi demolidor.

ah, como enrugaste a pele enxuta
donde transparecia o interior,
e sucumbiu a paz que se desfruta
nas promessas da vida e do amor.

como podes beijar o teu embuste
e mascarar-te de outra, de qualquer
e regressar, por pouco que te custe

ás dádivas dum corpo de mulher
sem que tudo se adapte e ajuste
á verdade que em nós se mantiver !

publicado por Peter às 16:02

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. GOTEBORG

. COPENHAGEN

. ESTRADAS DESERTAS

. REVOLUÇÃO

. SEDUÇÃO

. PRIMAVERA

. DIA DA POESIA

. ECLIPSE

. NOSTALGIA

. BINA

. EU

. RASURA

. CORREM POR MIM

. CONCERTO

. SONETO

. AMOR

. SE....

. BARCA

. LOVE STORY

. MERCÊ

. UM SONETO

. A UM BLOG

. NATAL

. ELA

. SLUSSEN

. OLHOS

. DJURGARDSBRUNNVIKEN

. SICKASJON

. CADIJA

. GOTAS

. FAROL

. RETRATO

. PERGUNTA

. MEMÓRIA

. TARDE

. VELEIROS

. DJURGARDEN

. VIA

. REGRESSAR

. TARDE

. INFINITO

. AFASTAMENTO

. BARCA

. VELA

. IMAGEM

. NADAS

. BANCO

. E VÓS...

. NOTURNO

. AMOR

.arquivos

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. ♥ Lay all your love on me...

.LIVROS ABERTOS

FERNÃO DE MAGALHÃES, AFONSO HENRIQUES, HENRIQUE O NAVEGADOR , GENOMA, AO ENCONTRO DE ESPINOZA, A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER,AS VINHAS DA IRA, GOMORRA,A ORIGEM DAS ESPÉCIES, PERCHÉ NON SONO CRISTIANO, O QUE DIZ MOLERO, AS ORIGENS DA VIDA , O NAVEGADOR DA PASSAGEM, LA RELATIVITÀ A FUMETTI, O ERRO DE DESCARTES,D.DINIS, A ALMA È A MENTE, ECONOMIA CANAGLIA, LA CRISI...E POI? A CRIAÇÃO DO MUNDO,A EVOLUÇÃO PARA TODOS, O JACKPOT CÓSMICO, MARAVILHOSAS AVES, O ESPECTÁCULO DA VIDA,ANA KARENINA,

.as minhas fotos

.AUTORES

TORGA, EÇA, ABELAIRA, PESSOA, EUGÉNIO DE ANDRADE, DRUMOND DE ANDRADE,RUI BELO, CAMÕES,AQUILINO,FERREIRA DE CASTO, TOLSTOI, KUNDERA,VICTOR HUGO, PABLO NERUDA,CERVANTES, CARL SAGAN, RÉGIO, RUSSEL, RENAN, HERCULANO,HEMINGWAY, STEINBEK, SARAMAGO, LAGERLOFF,PASTERNaK, VERISSIMO,
blogs SAPO

.subscrever feeds