Quinta-feira, 28 de Maio de 2015

PRIMAVERA

091.JPG

Desta alegria canta a aparência

canta o poeta eterna partitura

a natureza e a manifesta essência

do primeiro vestir de criatura

 

 escreve poeta agita  a turbulência

 na emotiva peça da loucura

canta as flores e vive a insolvência

da substância amarga da aventura

 

canta e sublima a voz da primavera

que se refaz seara criativa

canta o sol o perfume a atmosfera

 

os princípios do acaso que é a vida

canta poeta o sonho e a quimera

que da morte regressa renascida

publicado por Peter às 23:55

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 22 de Março de 2015

DIA DA POESIA

RSCN3958[1].JPG

O muro que me separa de mim
alto e silencioso ao comprimento
multiplica-se e fecha-se  sem fim
volta sempre á origem do meu senso

 

tem portas que não abrem nem as penso
odorosos perfumes de jasmim
são o que são e soltas no meu lenço
fechadas e seladas  são assim

 

e sei que sendo eu pequeno e breve
como mínima parte do cordão
tomo e deixo as soleiras ledo e leve

 

como efémera bola de sabão
na pequena existência que se deve
a poeiras e pó de combustão.

publicado por Peter às 00:21

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 21 de Março de 2015

ECLIPSE

 

ocaso6.jpg

Abri a porta ao dia entrou o vento

o eclipse foi-se não o li

chegou nevoa tapou o firmamento

e sem luar do tempo me esqueci

 

eram dez da manhã consentimento

dum olhar sobre as órbitas perdi

do exato lugar o seu momento

á hora que contou abstraí

 

foi para não ver o sol que me embriaga

berçário do meu sonho tutelar

não sou da luz um filho mas a praga

 

que qualquer astro rei espalha no ar

particula do fim que aquece e esmaga

o momento fugaz deste lugar.

 

publicado por Peter às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2015

NOSTALGIA

 

 

verdes2.jpg

 Quando me deito e deixo o dia atras

ou espero a noite que não sei quando vem

quero agarrar a luz e ser capaz

de prolongar fotões que me mantém

 

ocorrem-me á memória coisas fúteis

desenho pela mente corpos  beijos

minguar que há do prazer dias inúteis

mistura sem concerto  de desejos

 

clareia em luz um circulo a lua

faixa de luz reciclada aos molhos

rebenta grades que separam a rua

 

dos teus cabelos brancos dos teus olhos

e sem parar a vida continua

sem arredar o lixo nem os escolhos.

publicado por Peter às 16:37

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 8 de Fevereiro de 2015

BINA

002.JPG

Está frio muito frio o dia é este

gelam os ossos de quem morre e tu

que não pediste para morrer morreste

mais gelada que o dia amargo e cru

 

escrita do tempo diz que tudo é breve

neste universo em expansão constante

e o que nasce o seu regresso deve

ao vazio e ao nada a todo o instante

 

está muito frio hoje o dia é peste

que forja o triste adeus nesta partida

reservo a companhia que me deste

 

nas letras do poema à despedida

sejas matéria escura azul celeste

espera por mim no congelar da vida.

 

 

publicado por Peter às 19:14

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 1 de Fevereiro de 2015

EU

eu.jpg

Sou um tipo danado digo ás vezes

de mim para mim portas atravessadas

não gosto de cenouras nem chineses

e sou silva de nome em papeladas

 

não tenho sorte ao jogo e dos amores

contra o jargão o dom é impreciso

teimoso resmungão e nos sabores

um curioso autor do improviso

 

nesta banalidade estabelecida

pela genética herdada  dos avós

ancoro o bote  ao cais duma partida

 

e parto sem partir da minha foz

enquanto enrolo o tempo e esta vida

num verso num café calando a voz.

 

publicado por Peter às 17:53

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 6 de Setembro de 2014

BARCA

 

 

Frágil e velha  barca se adormeço

me vou por ti  sem leme e sem rumar

nos atilhos do cais sem endereço

finjo  ser o partir  sou o ficar

 

sem bussola na bruma onde me esqueço

de onde é o norte e a estrela polar

navego o nevoeiro denso e espesso

nas memórias que tenho a naufragar

 

rasgo  do vendaval a violência

desprovida de vento e de razão

já marujo não sou nem experiência

 

nem o delírio à solta dum tufão

regresso sem partir á procedência

sobre o resto das tábuas dum porão.

  

publicado por Peter às 20:00

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

FLORBELA

Gostava de me ter em ti, ceifeira

se o tempo fosse igual para nós dois,

mas de voltar atrás não há maneira

não há replicações anos depois.

 

gostava de me ver em ti, ceifado

por poemas que deixaste ficar,

ou ser príncipe novo em  teu reinado,

pelo menos mais um  a questionar.

 

porém o tempo, a simultaneidade

biológica, no acto foi diferente,

o campo misturou-se na cidade

 

os anos que me turvam são á frente,

mesmo que fosse rei na eternidade

duvido dominar todo o presente.

 

publicado por Peter às 11:23

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PRIMAVERA

. DIA DA POESIA

. ECLIPSE

. NOSTALGIA

. BINA

. EU

. BARCA

. FLORBELA

.arquivos

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. ♥ Lay all your love on me...

.LIVROS ABERTOS

FERNÃO DE MAGALHÃES, AFONSO HENRIQUES, HENRIQUE O NAVEGADOR , GENOMA, AO ENCONTRO DE ESPINOZA, A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER,AS VINHAS DA IRA, GOMORRA,A ORIGEM DAS ESPÉCIES, PERCHÉ NON SONO CRISTIANO, O QUE DIZ MOLERO, AS ORIGENS DA VIDA , O NAVEGADOR DA PASSAGEM, LA RELATIVITÀ A FUMETTI, O ERRO DE DESCARTES,D.DINIS, A ALMA È A MENTE, ECONOMIA CANAGLIA, LA CRISI...E POI? A CRIAÇÃO DO MUNDO,A EVOLUÇÃO PARA TODOS, O JACKPOT CÓSMICO, MARAVILHOSAS AVES, O ESPECTÁCULO DA VIDA,ANA KARENINA,

.as minhas fotos

.AUTORES

TORGA, EÇA, ABELAIRA, PESSOA, EUGÉNIO DE ANDRADE, DRUMOND DE ANDRADE,RUI BELO, CAMÕES,AQUILINO,FERREIRA DE CASTO, TOLSTOI, KUNDERA,VICTOR HUGO, PABLO NERUDA,CERVANTES, CARL SAGAN, RÉGIO, RUSSEL, RENAN, HERCULANO,HEMINGWAY, STEINBEK, SARAMAGO, LAGERLOFF,PASTERNaK, VERISSIMO,
blogs SAPO

.subscrever feeds