Segunda-feira, 14 de Março de 2016

GOTEBORG

DSC_1240.JPG

Neve de Goteborg  que me tens

reduzido ao que sou frio calado

a janela da rua os armazéns

um olhar comedido camuflado

 

ficou mais noiva a noiva da cidade

no manto que entretanto  se refez

árvores que  a noite faz claridade

barcos que se recortam no convés

 

leva-me a floresta os pensamentos

que os percorro só silenciado

neve que cai por mim por uns momentos

 

a maior parte cai por todo o lado

eu próprio vou calcando  movimentos

umas vezes andando outras parado.

publicado por Peter às 21:57

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 6 de Setembro de 2014

BARCA

 

 

Frágil e velha  barca se adormeço

me vou por ti  sem leme e sem rumar

nos atilhos do cais sem endereço

finjo  ser o partir  sou o ficar

 

sem bussola na bruma onde me esqueço

de onde é o norte e a estrela polar

navego o nevoeiro denso e espesso

nas memórias que tenho a naufragar

 

rasgo  do vendaval a violência

desprovida de vento e de razão

já marujo não sou nem experiência

 

nem o delírio à solta dum tufão

regresso sem partir á procedência

sobre o resto das tábuas dum porão.

  

publicado por Peter às 20:00

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

PARIS

Neve em Paris, cai leve , leve e fria

o rubro do bistrô  emudeceu,

nas ruas da manhã que se anuncia

passa gente a correr, amanheceu.

 

cobri o corpo á hora que partia

da minha estrada o tempo que cedeu

neve em Paris, no Verão não sucedia

e foi no verão que tudo aconteceu.

 

entro no autocarro, o vinte sete,

que me leva abrigado sobre alvura,

passa gente a correr que se intromete

 

no dia fustigado de espessura,

desço por fim do carro em Chatelet

dobrando á neve a face e a figura.

publicado por Peter às 13:54

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010

MANHÃ

 

Que vento sopra e neve cai ! Manhã

que se desmonta e veste de cinzento,

da janela observo e me contento

tossindo sob o meu cachecol de lã.

 

saio, atravesso a rua  e num momento

empurro a porta da tabacaria,

cigarros e jornal, lixo, mania,

tóxico da rotina e pensamento.

 

hoje, segunda feira, clonada,

como és injusta incómoda ciência,

que de mim fazes massa e transparência

 

fotão, carbono e água destilada,

um morrão no cigarro e paciência,

vento que sopra a neve,  cai , mais nada.

publicado por Peter às 14:11

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

FLORBELA

Gostava de me ter em ti, ceifeira

se o tempo fosse igual para nós dois,

mas de voltar atrás não há maneira

não há replicações anos depois.

 

gostava de me ver em ti, ceifado

por poemas que deixaste ficar,

ou ser príncipe novo em  teu reinado,

pelo menos mais um  a questionar.

 

porém o tempo, a simultaneidade

biológica, no acto foi diferente,

o campo misturou-se na cidade

 

os anos que me turvam são á frente,

mesmo que fosse rei na eternidade

duvido dominar todo o presente.

 

publicado por Peter às 11:23

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

SER

  

A coisa que não sou, sou o que sou,

pois nem sei o que sou para saber,

existo, logo penso vejo e vou

mas não sei onde vou nem o que ver.

 

não sei se eu sou eu nem onde estou,

não o sendo  que venho aqui fazer,

serei eu positrão que se enganou,

serei manhã , serei amanhecer???

 

estranha coisa vir, amar, morrer,

num infinito olhar que se encontrou,

não ser aura ,futuro ou entender

 

por que se veio e porque se acabou

aquilo que não foi nem há-de ser,

mas estranha foi a coisa que  passou.

 

publicado por Peter às 19:07

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. GOTEBORG

. BARCA

. PARIS

. MANHÃ

. FLORBELA

. SER

.arquivos

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. ♥ Lay all your love on me...

.LIVROS ABERTOS

FERNÃO DE MAGALHÃES, AFONSO HENRIQUES, HENRIQUE O NAVEGADOR , GENOMA, AO ENCONTRO DE ESPINOZA, A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER,AS VINHAS DA IRA, GOMORRA,A ORIGEM DAS ESPÉCIES, PERCHÉ NON SONO CRISTIANO, O QUE DIZ MOLERO, AS ORIGENS DA VIDA , O NAVEGADOR DA PASSAGEM, LA RELATIVITÀ A FUMETTI, O ERRO DE DESCARTES,D.DINIS, A ALMA È A MENTE, ECONOMIA CANAGLIA, LA CRISI...E POI? A CRIAÇÃO DO MUNDO,A EVOLUÇÃO PARA TODOS, O JACKPOT CÓSMICO, MARAVILHOSAS AVES, O ESPECTÁCULO DA VIDA,ANA KARENINA,

.as minhas fotos

.AUTORES

TORGA, EÇA, ABELAIRA, PESSOA, EUGÉNIO DE ANDRADE, DRUMOND DE ANDRADE,RUI BELO, CAMÕES,AQUILINO,FERREIRA DE CASTO, TOLSTOI, KUNDERA,VICTOR HUGO, PABLO NERUDA,CERVANTES, CARL SAGAN, RÉGIO, RUSSEL, RENAN, HERCULANO,HEMINGWAY, STEINBEK, SARAMAGO, LAGERLOFF,PASTERNaK, VERISSIMO,
blogs SAPO

.subscrever feeds