Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




TEMPESTADE

por Peter, em 18.01.09


A tempestade  que rugia crua
mais aguçava o calor dos sentidos
eu apertava a minha mão na tua
tu murmuravas sons desinibidos.

amaciava curvas, percorria,
com dedos firmes, quase vacilando,
o corpo de cetim, a pele macia,
corria em teus ouvidos murmurando.

era um pequeno quarto,sinfonia
no abismo do descontentamento
que duvidoso ás vezes emergia

p’ra logo se afogar em juramento,
convencidos que tudo pertencia
quando uma parte era só fingimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:52


7 comentários

De Velucia a 19.01.2009 às 02:48

Olá Peter

Troca de pensamentos!?
Eu escrevo sobre o vento e você com a tempestade?
Achei magnífico!
Se tivéssemos combinado algo a escrever não teria saído tão maravilhoso como saiu este.

Um abraço.

De Maria João Brito de Sousa a 21.01.2009 às 13:39

Peter, não há por aí livros seus? Não que eu possa comprar, mas deve tê-los, com certeza... os seus sonetos são divinos!
Baci.

De Peter a 25.01.2009 às 00:26

não, não tenho nenhum livro , ando a ver se consigo editar um on demand, mas esta porcaria fica carissima, cem livros ficam a 32 euros cada um. deviamos fundar uma corporativa de escrevedores para poder arranjar uma duzia de manuscritos e negociar a publicação com alguém a preços mais baixos. Ciao.

De Maria João Brito de Sousa a 25.01.2009 às 00:53

Peter, o meu livro já está no prelo! Se puder, vá a http://autores-editora.logs.sapo.pt/ , entre no próximo lançamento e carregue no link "no prelo". Já lá está o meu livro! Experimente contactá-los! Penso que não será assim tão caro!
Bacini!

De Peter a 25.01.2009 às 12:06

ok, vou ver. ciao,

De Ventania a 22.01.2009 às 09:20

Isto fez-me lembrar uma história...
Promessas, encantos, desencantos e possessões... Amores?!! Amar não é possuir.
Belo soneto.
Beijinho

De Peter a 25.01.2009 às 00:29

acho que não, amar é simples, apenas dar e receber com carinho, ternura e dolceza, como dizem os italianos, e criar aquela coisa maravilhosa entre dois seres que se amam, que são as cumplicidades. Ciao ventolina, bom dimanche. beaucoup d'amour. biso.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


LIVROS ABERTOS

FERNÃO DE MAGALHÃES, AFONSO HENRIQUES, HENRIQUE O NAVEGADOR , GENOMA, AO ENCONTRO DE ESPINOZA, A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER,AS VINHAS DA IRA, GOMORRA,A ORIGEM DAS ESPÉCIES, PERCHÉ NON SONO CRISTIANO, O QUE DIZ MOLERO, AS ORIGENS DA VIDA , O NAVEGADOR DA PASSAGEM, LA RELATIVITÀ A FUMETTI, O ERRO DE DESCARTES,D.DINIS, A ALMA È A MENTE, ECONOMIA CANAGLIA, LA CRISI...E POI? A CRIAÇÃO DO MUNDO,A EVOLUÇÃO PARA TODOS, O JACKPOT CÓSMICO, MARAVILHOSAS AVES, O ESPECTÁCULO DA VIDA,ANA KARENINA,

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

AUTORES

TORGA, EÇA, ABELAIRA, PESSOA, EUGÉNIO DE ANDRADE, DRUMOND DE ANDRADE,RUI BELO, CAMÕES,AQUILINO,FERREIRA DE CASTO, TOLSTOI, KUNDERA,VICTOR HUGO, PABLO NERUDA,CERVANTES, CARL SAGAN, RÉGIO, RUSSEL, RENAN, HERCULANO,HEMINGWAY, STEINBEK, SARAMAGO, LAGERLOFF,PASTERNaK, VERISSIMO,