Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




EMBRIÃO

por Peter, em 28.04.09

 

 

Não eras ode, eras o que trazia

do  berço , talvez gene programado

sugestão ou uma alegoria

um jeito de ser pobre , ajuizado

 

e não eras real , eras retrato

sinal, indicação no caos vigente,

embrião imaturo e abstracto

em transição de morte e emergente.

 

era sábado á noite ou sexta-feira

duma vida depois, um entretém

de restos e memórias de maneira

 

a aligeirar o mal que nos sustém

e esquecer os passos na canseira

de caminhar um pouco  mais além.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32


FLOR

por Peter, em 26.04.09

 

Flor de sabugueiro é branca e renda

de bilros, filigranas e noivado

e renasce em Abril , é uma prenda

um perfume e um corpo aliviado.

 

flor de sabugueiro é larga e fina

toalha de virtude e de pureza,

e quando nasce é frágil, pequenina

recortada a cinzel pela natureza.

 

flor de sabugueiro é estendida,

mesa de mais, soberba refeição,

sedutora e gentil , sem ser comida

 

amena e leve depois da ingestão,

um dia me fiz mesa e fiz  guarida

numa ponte em Ucanha, de emoção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39


VELAS

por Peter, em 21.04.09

 

 

Este mar  bate em veios do basalto

na serena manhã , despida espuma,

cargueiros estacionam mais ao alto

a água sobe por coisa nenhuma.

 

vazio é o passeio e esculpido

nas curvas permanentes, recalcadas,

o barco da Sardenha  está surgido

no fundo horizontal de águas paradas.

 

e há velas pequeninas onde o vento

empurra com fulgor, correm ligeiras

saem da praia e vão cada momento

 

a deslizar fragilidade inteira

mas voltam e revoltam , mais de um cento

velozes na segura brincadeira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:49


LENDA

por Peter, em 16.04.09

Há barcos neste mar como formigas ,

pequenos, a pescar, em águas puras,

outros rasgam gigantes, as antigas

cartas gregas do Egeu  e singraduras.

 

o sol desliza ,faz-se em espelho oculto

que horas levam   tempo a celebrar,

Ulisses surge, e Circe e espreita o vulto

de Polifemo ,em pedra sobre  o mar.

 

e  deuses presenteiam  sonhos , tragos

de paraísos de Afrodite,  amor,

das  ilhas do prazer nascem afagos

 

em velas de Poseidon , redentor

das caricias , do mel onde divago

as loucuras dum outro, Adamastor.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:53


por Peter, em 10.04.09

Solitário em visão que me deixaste
debruço-me em regresso, porque foi
que numa tarde o norte abandonaste
e essa  tarde vem por vezes, rói .

porque  foi que a agulha magnética,
que na bússula tinha orientada
desnorteou numa tarde patética
e se desfez em pó, depois em nada ?

e porque me pergunto  ainda agora
nos fios dos meus dias pendurado,
porque razão fugi ,surdo, calado,

e tu fechaste a porta e vim embora,
duvido hoje se então seria a hora
de terminar o tanto começado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:24


NASCENTE

por Peter, em 08.04.09

 
Oh nascente das águas e meu berço,
da dúvida do veio onde me escondo,
emerges quente , emerges neste terço
de pulsar no silêncio dum estrondo.

tão profunda na essência quanto espero
em cada dia o teu sorriso aberto,
escorres pelos meus dedos quando quero
rebobinar-me em anterior concerto.

não desces a cantar os meus ouvidos,
não te sei libertar da escravidão
abstrata, trazes  subtraídos

os valores que te deram condição,
oh nascente de mim , dos meus sentidos
gravada nos meus  esteios da ilusão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:14


PERGUNTA

por Peter, em 06.04.09


Levantei-me do todo ignorado
perguntei-me o que sou, senão o mito
desenvolvido em genes no passado
surgindo no presente com um grito.

minha mãe agarrou-me, em paralelo
com sua própria génese e sorvi
da terra o material, humano selo
de quem percorre o espaço  aqui,ali.

sem entender raízes prometidas
numa vez de razão me procurei,
em interrogações incompreendidas.

oh incomoda alma ,eu encontrei
nada em parcelas,poucas, divididas,
entre aquilo que fui e o que serei.





 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:05


INTERROGAÇÃO

por Peter, em 03.04.09

Interrogar a noite , a madrugada,
a chegada do astro, o seu virar,
os deuses que se mudam pelo nada
entre outros muitos sois a ressonar.

interrogar a terra húmida, fria,
a calote que vai  á luz  buscar
sua força e raiz que distancia
cada vez mais  poder ao nosso olhar.

interrogar tanta esfera vazia
indistintas em tanta dimensão
deixar vir a manhã e outro dia

outro nascer, morrer, na solidão,
instinto vagabundo, que seria
se não houvesse tanta interrogação ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:09


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


LIVROS ABERTOS

FERNÃO DE MAGALHÃES, AFONSO HENRIQUES, HENRIQUE O NAVEGADOR , GENOMA, AO ENCONTRO DE ESPINOZA, A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER,AS VINHAS DA IRA, GOMORRA,A ORIGEM DAS ESPÉCIES, PERCHÉ NON SONO CRISTIANO, O QUE DIZ MOLERO, AS ORIGENS DA VIDA , O NAVEGADOR DA PASSAGEM, LA RELATIVITÀ A FUMETTI, O ERRO DE DESCARTES,D.DINIS, A ALMA È A MENTE, ECONOMIA CANAGLIA, LA CRISI...E POI? A CRIAÇÃO DO MUNDO,A EVOLUÇÃO PARA TODOS, O JACKPOT CÓSMICO, MARAVILHOSAS AVES, O ESPECTÁCULO DA VIDA,ANA KARENINA,

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

AUTORES

TORGA, EÇA, ABELAIRA, PESSOA, EUGÉNIO DE ANDRADE, DRUMOND DE ANDRADE,RUI BELO, CAMÕES,AQUILINO,FERREIRA DE CASTO, TOLSTOI, KUNDERA,VICTOR HUGO, PABLO NERUDA,CERVANTES, CARL SAGAN, RÉGIO, RUSSEL, RENAN, HERCULANO,HEMINGWAY, STEINBEK, SARAMAGO, LAGERLOFF,PASTERNaK, VERISSIMO,